Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2004
Era só o que faltava!

Não poder dizer aqui o que me der na tola!


Já passo a vida – aquela real – a fazer concessões que me provocam ataques de fígado, a ouvir conversas que me dão vómitos, e a aturar gente que, se as circunstancias fossem outras, mudava de passeio só para não as cruzar!


Sim, estou ácida.


E a música que estou a ouvir (Tubular bells do Mike Oldfield) ajuda-me a acentuar a acidez…


Hoje estava até capaz de falar do nosso 1º (ministro), e seus competentes ministérios, que nos estão a tornar a vida num emaranhado de absurdos! Mas não vou falar dele. Deixo isso para especialistas.


 Aliás nem sei do que vou falar. Os assuntos esvoaçam na cabeça e os dedos não os conseguem acompanhar. Perco-me. Irrito-me. E não digo nada de jeito.


Talvez precise de psiquiatra (apetece-me pô-lo louco – esta frase não é minha, mas serve na perfeição!).


 Eu sei o que se passa. Estou com uma crise de nostalgia.


Que me dá sempre uns dias antes de fazer anos.


Eu sei que ainda falta um bocado, mais de um mês, mas não consigo evitar.


E este ano é tramado, porque vou fazer 40. Entro nos entas…..


 Mas não é isso que me aflige…. O que me aflige é que sinto que desperdicei uma década inteira, a que chamo até a “década maldita”.


 Nunca mais fui a mesma desde que fiz trinta anos, e agora que vou fazer quarenta, que poderá acontecer?


Dou em kota maluca, pinto o cabelo de louro e vou desviar mancebos virgens?


Dedico-me ao lar, e sorrio ao meu cônjuge em vez de lhe gritar aos ouvidos?


Resigno-me ao meu lugarzinho e fico a folhear folhetos de agências de viagens?


Armo-me em cão com pulgas, pego numa mochila e vou fazer o que ficou por.. ............


Começo pelo inter-rail.


 E pelo Expresso do Oriente.


 Paro no Egipto até me esquecer de voltar.


 Dou um salto ao Museu do Louvre.


Perco-me pela Grécia, e quando me fartar de “ruínas”, vou sentir-me pequenina em Nova York.


Dou um milhão de voltas na maior montanha russa do mundo (que não sei onde fica, mas só pode ser na América), e termino na cama com um chinês.


Não me posso esquecer de ir aprender italiano.


 Que mais deixei por fazer?


 Um dia destes acordo, e já tenho oitenta anos.


Espero que nessa altura a lista seja bem mais pequena…


Bom fim de semana Ó GAJOS E GAJAS, bom feriado e não deixem para amanhã o que puderem fazer hoje!


 Comecem por dar um valente beijo na boca em quem mais vos apetecer!



publicado por Fernanda às 15:59
link do post | favorito

De Anónimo a 2 de Novembro de 2004 às 04:39
todas passamos por essa crise, ainda me lembro das lágrimas.......mas embora pareça um lugar comum,os 40 sao a melhor idade na mulher.....acredita ! nao tenhas receio...vais ver .....recebe os 40 com um grande sorriso.........vais adorar!!maria
</a>
(mailto:maria40@yahoo.com)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.