Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Terça-feira, 16 de Novembro de 2004
"My love in on the line..."

Passei a minha vida inteirinha a lutar contra o pior de mim.


 Em 1º lugar, a agressividade.


Vocês não sonham como eu sou agressiva por natureza. Desde criança.


Há quem diga e com razão, que sou refinada na minha agressividade, ou seja, bato sempre onde dói mais… E com uma estalada só. Bem no sitio certo.


O pior foi quando me deu para virar essa agressividade contra mim, em ordem de conseguir viver em paz com os outros. Foi um grande sarilho. É um grande sarilho, e não há Daniel Sampaio que me valha….


Mas porque me lembrei disto hoje? Por nenhuma razão em especial.


 Ontem à noite, os meus filhos diziam entre dentes que eu estava “furibunda”. Isto significa que me deu um ataque daqueles de partir a loiça toda.


Até o bébé Alex ficou em sentido! Ele era gatos e cão a fugir para todo o lado, ele era a tartaruga a meter-se à pressa na carapaça, não fosse cair-lhe em cima uma Maria Fernanda cheia de raiva..

Fiz uma panela de sopa que ninguém vai comer como de costume, cortada à bruta com o facalhão da cozinha. As batatas, cenouras e afins devem ter pensado, coitadas, que não havia necessidade de serem escortinhadas com tal violência, mas fez-me um bem enorme!


 Mas como a raiva ainda se colava à pele, passei para a gaveta dos tachos e panelas, que areei furiosamente até desfazer o raio do esfregão de arame. Quanto ía atacar o frigorifico (PARA O LIMPAR), faltaram-me as forças.


Sentei-me cá fora ao frio, depois de gritar lá para dentro NÃO ME CHATEIEM!, e fumei 2 ou 3 cigarros de enfiada, acendendo uns nos outros, até o fumo de sair pelas orelhas.


 Olhei furiosamente para a ranhosa da lua, que estava armada em lasca de unha, e gritei para ar “SOU UMA GRANDE ESTÚPIDA!!!!!”


 O que vale é que não tenho vizinhos e até as paredes da minha casa são à prova de som, portanto, nem cá fora nem lá dentro me ouviram.


 Vim para dentro a olhar de rabo para aquela estrela miserenta que me acompanha há que séculos com a mania que é minha, e que me ficou a sorrir com ar paternalista, eheheheheheheheeh, a quem não liguei porque tenho mais que fazer.


 E HOJE… Hoje vesti-me de preto, carreguei os olhos de negro, conduzi sem dar folga ao motor, e assim que cheguei à Junta, apanhei o Presidente a chegar de jornalinho na mão, pronto a dar um jovial BOM DIA, mas o que ouvi em tom jocoso foi “Já vi que vens numa de carro de combate!”


Pois é.


 É a desvantagem de trabalhar com quem me conhece há muito (já lá vão 16 anos), e me topa com um lance de olhar.


 Por isso aqui deixo um aviso à navegação:


 Venho armada de facalhão de cozinha.


Tou que nem me aguento.


HOJE não me liguem.


 Façam de conta que não me vêem.


Passem para o outro lado do passeio.


 Porque não vou acabar o dia sem bater em alguém.


Algum masoquista por aí????????????



publicado por Fernanda às 10:51
link do post | comentar | favorito

30 comentários:
De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 12:28
Não sou masoquista, n senhor e tb n gosto de levar pancada... por isso venho aqui deixar-te um sorrisinho e trago a bandeirita branca bem alta para n teres tentações...
beijoCris
(http://chatalinda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:chatalinda2@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 12:03
epá...era para vir comentar a Fernanda mas ela não deve estar por aqui..Não, não se incomode menina! Deixe estar...não é preciso dar-lhe o recado...eu vou sair e não a incomodo...e essa faca...é...para...quê...? aiiiiiiiiiiii deixe-me ir embora!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Sou boazinha não faço mal a ninguem..Solte-me sua bruxa de olhos pretos esgazeados!! VAI TE EMBORA santanás!!!Ó SR PRESIDENTE DA JUNTA CHAME UM EXORCISTA QUE SE APODERARAM DA FERNANDA!!! Ai a minha vida!!! Mas porque é que eu vim aqui hoje??!!myryan
</a>
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:52
Dá para vires aqui ao meu trabalho. Aqui podias despejar a raiva toda.... eu esperava por ti na rua para te agradecer.Ana
(http://xapinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:anamota100@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:41
Sim, sou masoquista! Iol Iol! Tenta dar a volta, veste-te de cores alegres, mete uma música alegre, etc, etc. Tu és o máximo, o resto é que são uns estúpidos! Deixa lá, que eu tb não tou melhor...tecpalt
(http://nasei.blogs.sapo.pt/)
(mailto:tecpalt@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:39
Eu logo vi que nem tiveste tempo de ver os PRÓS E OS CONTRAS na RTP1??? beijoPantanero
(http://pantanero.blogs.sapo.pt/)
(mailto:zh1951@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:28
Há muito que perdi os medos. Nem de facas, nem de olhares, nem de gritos. Todos menos um, o de perder algo.alexandre
(http://ggregueria.blogspot.com)
(mailto:aventodesousa@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:28
Isto não augura nada de bom. Anda tudo de mau humor....ontem estava tudo irritado, hoje continua :(

Já pensaste em tirar ferias da tua vida? Tipo uma semanita....ou pelo menos um fds? A bem da tua propria sanidade mental. Olha que ninguem é de ferro...albatroz2
(http://100stress.blogs.sapo.pt)
(mailto:albatroz5@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:17
Acho que estás a precisar de férias de tudo e de todos... Experimenta um daqueles fins de semana numa daquelas clínicas da moda, que nos deixam umas autênticas misses. Se precisares de alguma coisa estou á tua disposição. BeijinhosMagguy
(http://queriverte.blogs.sapo.pt)
(mailto:so.para.ti@iol.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:11
Com que então a menina hoje está assanhada. Não sou masoquista mas tenho bom corpo para aguentar pancada se isso te ajuda a descarregar. E no fim levas o xicoração grande do costume.carlos
(http://carlosrlopes.blogs.sapo.pt)
(mailto:carlosrlopes@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Novembro de 2004 às 11:06
Masoquista não, mas se calhar fazia-me falta uma sova, mas sem facalhão sou alérgico ao aço... Beijo onde...espiritosanto
</a>
(mailto:tueu@nos.pt)


Comentar post