Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Quinta-feira, 6 de Janeiro de 2005
...

Estou danada, mas tão danada, que nem me apetece escrever!


O Presidente cá da Junta, como vocês sabem, é uma besta como patrão. Arrogante, ríspido, seco, intolerante, rude!


 Quando anda mal disposto (quase sempre), não se pode aturar.. Trabalhar aqui está a passar de uma obrigação para um sacrifício!


 E EU TOU A FICAR SEM PACHORRA!!!


Ele não consegue perceber que não é com controle militar que se consegue motivar os funcionários. É com reconhecimento, com incentivo… Disciplina sim, mas isto não é nenhum quartel! Parece mais um campo de concentração!


Acreditam que em 16 anos nunca lhe ouvi um simples “obrigado”? Só tem olhos para o que está mal, e nunca vê o que está bem, o esforço que se faz para corresponder e para estar tudo em ordem dentro do possível. É altamente desmotivante.


NÃO HÁ PACHORRA!


Proibiu-me de vir à net e de usar o msn.


 Está à vontade para o fazer, afinal é ele que manda, mas há maneiras e maneiras de se dizer as coisas.. Tem todo o direito de impor o que quiser, afinal é ele o patrão, mas não suporto o tom com que o faz!


 Portanto, meus queridos, nada de msn, visitinhas só de fugida, e post novos só à hora de almoço, ou em caso de abençoadas reuniões do dito cujo.


Mas fico chateada, é claro que fico chateada!


Deixo aqui a mensagem que lhe mandei à noite, obviamente fora de horas!


“Aceito o teu reparo, que remédio, podias ter falado mais cedo, em vez de andares com disposição tão azeda! Garanto-te, no entanto, que os meus saltos à net levam muito menos tempo que jogos de cartas, enfim, desvantagens de não ter o monitor de costas para ti. Tenta lembrar que funcionária feliz e sem stress é muito mais produtiva e raramente fica doente. VIVA A PROMOÇÃO DA LITERACIA DIGITAL nas horas de almoço..”


TOMA!


Toma uma gaita, que quem se lixa sou eu.


 Ai abençoadas eleições autárquicas que vêm a caminho!



publicado por Fernanda às 12:55
link do post | favorito

De Anónimo a 7 de Janeiro de 2005 às 11:02
Nanda,
Compreendo a tua raiva. Normalmente o trabalhador que passa a usar o título de "patrão", torna-se déspota!!! Descarrega nos seus "subordinados" a frustração de anos e anos que foi trabalhador.
Torna-se cacique, torna-se desumano, cruel, intratável...
Tens imensas soluções dadas pelos teus amigos do blog.
Terás mais duas. Uma (não leva a lado nenhum!) era dar-lhe um tiro nos cornos (passe a expressão!!).
A outra, Nanda, é revestir a couraça oriental: esperar, acalmares, contares até 10 antes de dar qualquer resposta, e esperar que o outro baixe a guarda---- nessa altura estarás apta para dares o salto! E atacares sem dares hipóteses de defesa ao adversário.
Sei que isto é retórica... - eu, pessoalmente, iria às fuças ao gajo!! - ... mas a retórica é, também, uma forma de luta!
Que tenhas calma e cabeça fria, amiga.
Aproveita o fim de semana e o Sol para recarregares baterias.
Um abraço.josé gomes
</a>
(mailto:saturnogomes@netcabo.pt)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.