Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Terça-feira, 27 de Junho de 2006
Vai um croquete??

Nunca gostei de relógios.
Aliás, nunca os usei nem sei ver as horas naqueles que não tiverem os números bem claros.
Aliando ao facto de que sou alérgica ao metal, é objecto que me é perfeitamente desnecessário, e tenho alguns que me foram oferecidos ao longo da vida, perdidos e esquecidos por gavetas ainda mais esquecidas…
 
Mas na verdade, o meu profundo desagrado por tal objecto vai um pouco mais fundo.
 
É a velha questão do Tempo.
 
Penso que o Tempo é o maior grilhão da nossa existência.
 
Tic-tac, tic-tac e cada segundo que passa não volta mais.
E nós nem nos apercebemos disso.
A não ser que apanhemos uma grande estalada da Vida…
Mas se temos a sorte que isso nos passe despercebido, ou não nos importe, ou nem sequer nos interesse, o tic-tac não pára…
 
Acho que estamos geneticamente preparados para não ligarmos à passagem do Tempo, senão dávamos em doidos pensando naquilo que devíamos já ter feito e conseguido e que nos escapou.
 
Aliás, acho que estamos geneticamente preparados para tudo, menos para uma coisa; para a perda de um filho, que é a uma coisa mais anti-natura de que me lembro..
 
E para se aguentarem outras coisas terríveis da Vida, muitas delas relacionadas com as surpresas e partidas (desagradáveis na maior parte dos casos) que o Tempo nos prega, cada um acredita ou cria as suas Teorias, para aliviar o sofrimento ou evitar a loucura…
 
Eu, por exemplo, acredito que NADA acontece por acaso.
Que vivemos muitas vidas.
Nos cruzamos uns com os outros muitas vezes sob as mais variadas formas, mais intensas consoante o grau de pureza que a nossa alma vai conseguindo atingir em cada encarnação.
Que voltamos cá o nº de vezes suficientes até atingirmos o ponto em que merecemos não voltar mais. Porque o Inferno, meus amigos, se existe, é aqui.
 
Acredito que aqueles que partem prematuramente são aqueles que estão mais perto do topo da pirâmide, e que começam a fazer mais falta Lá em cima do que aqui.
 
Os Puros devem ser tão poucos…
O Céu deve estar tão despovoado…
 
Acredito que ninguém parte antes da sua hora, mas que essa hora está marcada.
Só gostava de saber por quem.
 
Para lhe dizer algumas coisinhas…
 
Para lhe falar do sofrimento daqueles que cá ficam, que se estão nas tintas, num primeiro instante, para a Grande Roda da Evolução das Coisas, e de que Deus Escreve Direito Por Linhas Tortas e essas tretas todas, que são destinadas a ajudar o comum mortal pecador impuro a aceitar e a seguir o seu caminho, conformado, até que o Grande Relógio determine a sua hora.
 
Já tinha aceite, há muito tempo, que muitas coisas que não fiz nesta encarnação, teriam de ficar para outra.
 
Sim.
Porque eu sou daquelas pobres almas que ainda estão na base da cadeia, e terei de cá voltar milhões de vezes.
 
Até aí tudo bem.
 
Mas acho que tudo tem um limite.
E essa coisa do Criador dar as provações de acordo com a fortaleza de cada alma, parece-me mais uma brincadeira de esticar o elástico até ver quando ele parte.
 
E como me parece que o Criador tem mais que fazer do que se preocupar com os elásticos insignificantes da maioria dos Humanos, gostava de saber quem mais se anda a divertir à nossa custa!
 
A obrigar-nos a gastar o Tempo que não pára naquilo que não queremos, mantendo-nos num limbo de pseudo-satisfação de que tudo está correr bem e de que há quem esteja pior que nós, portanto bico calado e bola para frente, não vá acontecer alguma desgraça…
 
 
Bem, já me alonguei demais nestas teorias parvas.
Hoje vinha de falar de croquetes e rissóis, mas deu-me para aqui.
 
Não quero, no entanto, que fiquem a pensar que, por não usar relógio, sou uma atrasadinha!
Pelo contrário.
Sou tão pontual, que chego sempre antes do tempo!
Ou ando sempre fora do meu Tempo.
 
 
 
 
 
 

sinto-me: sem tempo..

publicado por Fernanda às 08:56
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De andreiaa a 27 de Junho de 2006 às 09:30
Ola linda, isso e que vai para ai umas teorias que para pessoas como eu perdemonos um piuco. Para mim a vida nao custa , custa e saber vive-la da melhor maneira. Todos temos claro que a hora marcada , para mim por vezes o que me custa pensar e que talvez irei sofrer com isso. Tenho receio tambem da minha hora , de que seja cedo de mais , e que nao possa tomar conta da min ha princesa. Beijinhos para ti , espero que a tempo


De Carlos a 27 de Junho de 2006 às 10:00
VIVER

É cada dia renascer,
é cada dia crescer,
é cada dia desabrochar,
é ser cada dia melhor,
é, em cada momento sorrir e confiar,
é recomeçar com lucidez e coragem.

http://vagueandoporti.blogspot.com/


De Kristy a 27 de Junho de 2006 às 14:18
Ai miga tão divagadora que tu andas! Cheguei á conclusão que não vale a pena pensar nessas coisas...só tenho uma certeza..a vida é uma passagem. O resto só quando lá chegar saberei. Beijocas


De Lover a 27 de Junho de 2006 às 22:31
Amei, adorei, ahahahah! Acredita, sou igualzinho a ti e quando decido visitar-te apanhei este texto que tanto adorei, foi bom demais! É verdade, tenho a mesma sensação dos relógios, odeio mesmo! a melhor coisa que inventaram foi o telemóvel com relógio ou então aquele relógio do carro, dá jeito pra quando tenho de saber as horas. Na verdade, odeio pensar que este momento que te dedico umas sinceras palavras nunca mais o viverei... «Ó tempo volta pra trás», já dizia a música e bem, porque ele anda sempre pra frente e nunca pra trás! Adorei mesmo este teu post, porque dizes muito com que me identifico, amei mesmo! Concordo contigo em tudo! Adorei, amiga! Um beijo carinhoso e olha em frente porque na vida, sendo alma ainda rasa ou não, terás tudo pra ser muito feliz! Mereces! Beijocas!


De Carlos Tavares a 29 de Junho de 2006 às 13:01
Não consigo conceber o tempo como um grilhão, como o defines... simplesmente porque o tempo é um tesouro, aliás, é o nosso único tesouro que devemos gerir e bem.


De saltapocinhas a 30 de Junho de 2006 às 15:09
xiiiiiiiiiii..hoje não estou com cabeça para filosofar...hoje estou mais para entender a Caras ou a Nova Gente e se calhar nem essas!!
Mas em relação ao tempo tenho-lhe uma relação amor-õdio. quero que passe depressa às vezes, outras vezes queria que parasse!


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A ESTRELA !!!

Mas nem tudo são desgraça...

Pois..

Saudade...

ESTUPIDAAAAAAAA!!!!

20 anos

Beleza Pura

De Centauro a Sereia

ATÉ DEUS....

QUERO UM!!!!

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds