Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Quarta-feira, 17 de Novembro de 2004
Morte

Acabei de chegar de um funeral.


Eu que dizia que só iria ao meu.


Só vi o defunto duas vezes, nem me lembro como se chama(va), mas sou muito amiga da irmã e foi por ela que assisti.


 É deprimente que se farta! Tenho a certeza que todas as pessoas que ali estavam pensavam o mesmo que eu… Um dia destes calha-nos!


Pois é. Ninguém escapa. Mais tarde ou mais cedo. Quanto mais tarde melhor….


Quando vinha no caminho, tranquei os olhos na traseira do camião que ía à minha frente e pus-me a pensar.. Que desperdício passarmos uma vida inteira a correr de um lado para o outro, tipo baratas tontas ou formigas sem perspectivas, para depois nada levarmos para o caixão!


 Para onde irão as memórias, os sentimentos, o que vivemos e a angustia daquilo que deixámos por fazer?


 Eu acredito na reencarnação. Como um castigo. Do género, temos que cá voltar quantas vezes forem precisas, até a nossa alma estar pura. Mas como passamos a vida a fazer asneiras, levamos com uma eternidade de reencarnações até o conseguirmos. Fazes merda agora, pagas na vida seguinte, e daí por diante.


Será assim? Ou será que tudo acaba mesmo na pázada de terra que nos mandam para cima?


 Finito. The End. Kaput. Fim.


Há quem diga que o nosso passaporte para a eternidade está na continuação dos nossos genes. Por aí até me safo, tenho 3 filhos para me perpetuarem.


 Mas, e o resto? É tudo para os bichinhos comerem?


Nã….. Pelo sim e pelo não, e porque até sou do contra e sofro de claustrofobia, vou deixar escrito que quero ser cremada.


 Por agora, paz à alma de todos aqueles que tombam…


E ala que se faz tarde!



publicado por Fernanda às 16:51
link do post | comentar | favorito
|

12 comentários:
De Anónimo a 21 de Novembro de 2004 às 19:00
Pois é...temos que aproveitar todos os minutos e segundos de cada dia!
és como eu...não vou deixar bichinhos comerem-me! Nem pensar!quanto ao resto...só sabemos quando chegar a nossa hora! Beijos*-*****giraflor
(http://europemaphaldas.blogs.sapo.pt)
(mailto:mafalda_flores@hotmail.com)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 11:20
É nesses momentos que paramos para pensar e nos lembramos que a vida é feita de momentos. E que na maior parte do tempo nos esquecemos e andamos feitos baratas tontas a viver uma vida "que não é a nossa". Resta-nos então o Aqui e Agora, como disse a Myriam. Vive! BjsSofia
(http://blog.sofiamorgado.net)
(mailto:sofia@universodeluz.net)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 10:16
Funerais alegres ainda não conheci nenhum. Uns mais trágicos, outros menos ... e já passei por uns tantos, alguns até de pessoas muito próximas. A morte faz-nos sempre ter aquele aperto de angústia. Mas cremada, não sei! Para chamas ja chegam as do Inferno (existe inferno?) . Conversa fúnebre, esta. Beijinhos e vive, mulher!lique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 10:04
Só cá ficam os retratos para contar a história, não gosto muito de ir a funerais, fico meses e meses a pensar no mortoL.M
(http://luismiguel.blogs.sapo.pt)
(mailto:luismiguel.a@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 02:11
Detesto funerais! E tal como tu lá digo que só vou ao meu, mas de vez em quando abro uma excepção...é para isso que servem os amigos, para se apoiarem nestes dias difíceis!saltapocinhas
(http://fabulas1.blogspot.com)
(mailto:mapsl@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Novembro de 2004 às 00:01
Em silêncio sorrio-te...Cris
(http://chatalinda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:chatalinda2@hotmail.com)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 22:26
por isso sou uma acérrima defensora do AQUI e AGORA ;-) beijinho queridamyryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 21:03
Odeio funerais, mas temos que passar por eles... :( O nosso, qto mais tarde melhor!
http://pequenitos.blogs.sapo.pt
http://sunshine.blogs.sapo.ptSìlvia
(http://sunshine.blogs.sapo.pt)
(mailto:silviaspt@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 20:58
Triste o dia de hoje, não foi?? Não gosto muito de falar da morte! :/**M.P.
(http://sabem.blogspot.com)
(mailto:mnpta@netcabo.pt)


De Anónimo a 17 de Novembro de 2004 às 20:37
Há tantas formas formas de morrer. E também de matar.alexandre
(http://gregueria.blogspot.com)
(mailto:abentodesousa@hotmail.com)


Comentar post

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A ESTRELA !!!

Mas nem tudo são desgraça...

Pois..

Saudade...

ESTUPIDAAAAAAAA!!!!

20 anos

Beleza Pura

De Centauro a Sereia

ATÉ DEUS....

QUERO UM!!!!

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds