Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Quarta-feira, 12 de Janeiro de 2005
Obrigada sim senhor, pois tem mesmo que ser..

Hoje de manhã foi um caos lá por casa.


 Os miúdos não se queriam levantar, o bébé recusava-se a acordar, eu preguei-me em frente do aquecedor, olhando desconsolada para os ponteiros do relógio…


 Tic tac tic tac, e tudo por despachar!


 Estivemos todos neste rame-rame mais de meia hora (preciosa), e saímos atrasadíssimos de casa.


 Larguei o Carlinhos (tenho de me desabituar de o chamar assim, o gajo já tem 15 anos e está enorme!) à porta da escola, fiz um rally pela 115 para conseguir ultrapassar a camioneta que a Cáti tinha de apanhar, ao mesmo tempo que lhe justificava a falta ao 1º tempo na caderneta por assunto “familiar”.


 Despejei o bébé na ama a correr, o que vale é que ele não se importa muito, pois assim que chega ao pé dela, brinda-me com um veemente XAU, como quem diz “vai-te embora ó melga!!.


 Cheguei ao café perto das nove horas, o que significou tomar a versão rápida do pequeno almoço, carioca e croquete em pé, lancei para o ar um “pago amanhã D. Magda” e saí a correr.


 Consegui abrir a porta da Junta a horas. Estava a ligar as maquinetas, computador, fotocopiadora, essa treta toda e dei comigo a pensar…


Se fizesse uma lista das coisas que faço por obrigação e das que faço por gosto e prazer, um dos lados da mesma seria enorme, e o outro tão pequeno que até dá dó!!


É uma pena que sejamos obrigados a fazer uma montanha de coisas porque tem que ser, e não porque queremos…


Tenho uma inveja enorme das pessoas que têm uma lista inversa da minha, com a coluna dos prazeres bem maior do que a das obrigações!!


Mas não há nada a fazer… Podiam ter-me avisado disto quando era pequenina. Juro que me recusava a crescer….



publicado por Fernanda às 11:57
link do post | comentar | favorito
|

16 comentários:
De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 12:21
Faz um esforço e lavanta-te 15 minutinhos mais cedo que evitas esse ralli que poes vidas em perigo..vá lá........não sejas preguiçosa......rs
Quanto a fazer-mos (N) tarefas de que não gostamos.......eu tb JOGO NESSE CLUBE.........como meio da minha sobrevivência. Que hei-de fazer não consigo viver dos rendimantos!!!!!!! rs
Beijodocerebelde
(http://Docerebelde.blogs.sapo.pt)
(mailto:DoceRebelde@hotmail.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 04:46
As rotinas do dia a dia são mesmo muito desgastantes.
Amanhã será um novo dia...Art Of Love
(http://bizaazul.blogspot.com)
(mailto:bizaazul@iol.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 01:46
amiga (posso chamar-te assim?), está nas tuas mãos mudar?... a única coisa que nao podes mudar assim tão facilmente seria o teu emprego.. de resto, porque não?...pedro
(http://ospensamentos.blogspot.com)
(mailto:pedro_darkman@hotmail.com)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 01:42
É tudo uma questão de tempo, conforme os teus filhotes forem crescendo e sendo menos dependentes, vais ver que conseguirás ter mais tempo para ti também e para outras coisas que gostes. Beijo grande e pensamento positivo! :)Carla
(http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 01:35
Recusavas crescer? E depois onde é que iamos arranjar esta GRANDE MULHER, que até tira prazer em nos dar um pouco de si e todos os dias nos deixa um brilho no olhar. Beijo onde... espiritosanto
</a>
(mailto:umbeijo@pois.pt)


De Anónimo a 13 de Janeiro de 2005 às 00:55
Sabes, Fernanda, às vezes tb penso como tu, mas depois... chego à conclusão q até gosto dessa correria. O que eu n quero mesmo é que os meus meninos cresçam mt depressa. Tenho tantas saudades de qd eram mais bebés e me davam ainda mais canseira. Ora pára lá um pouco e pensa bem... qd chegas ao fim disso tudo e olhas para trásn sorris? E, acredita, esses sorrisos vão um dia fazer parte de um álbum de recordações q só mesmo o teu coração conseguirá sentir!
Beijinho doceCris
(http://chatalinda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:chatalinda2@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2005 às 22:55
Lindinha...ainda estás a tempo de inverter a lista.......e aprender a tirar algum prazer das obrigações...vais ver que a vida fluí muito melhor..........inconfidente
</a>
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2005 às 19:40
Querida Maria
Como eu te percebo... mas eu já não tenho bebés.
Mas o teu caso é bem simples e nem percebo porque tens tantas arreliações...
Terás de transformar as obrigações, ou pelo menos parte delas, em prazer.
Temos de gostar de tudo o que fazemos o mais possível, pois de contrário a vida torna-se uma grande chatice.
Começa por uma ponta qualquer e vais ver a mudança.
Beijinhos.Nilson
(http://nimbypolis.blogspot.com)
(mailto:nimby33@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2005 às 18:45
Espero que a visita de ontem ao meu cantinho, e que venho agradecer, não tenha sido a causa desse atraso.

Os meus cumprimentos, Fernanda.eduardo
(http://edynet.blogspot.com/)
(mailto:edynet@hotmail.com)


De Anónimo a 12 de Janeiro de 2005 às 14:31
Ai amiga...eu nem sei o que dizer, já tive alturas que pensava assim e hoje tento não pensar. È o melhor...sabes o meu segredo...aproveitar ao máximo o tempo que dedico a fazer as coisas que gosto...mesmo pouco que seja...acaba por fazer o resto pareçer uma gota de agua no oceano. Um beijãomusa6
(http://assimsoueu.blogdrive.com)
(mailto:musa6@sapo.pt)


Comentar post