Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2005
...

Estou realmente assustada com as alterações climatéricas que o nosso planeta está a sofrer.


Todos os dias ouvimos noticias de que chove e neva onde não é habitual, inundações que levam tudo à frente, secas tremendas que tudo matam…


Mesmo no nosso País, as coisas estão como estão.


 Inverno não há.


O Verão, vamos a ver como corre.


 Nunca pensei dizer isto, mas tenho saudades da chuva.


Do recolhimento a que ela nos obriga.


 Da fuga entre uma porta e outra, porque o chapéu ficou em casa.


Dos impropérios contra S. Pedro.


 Tenho saudades até das molhas que enregelam os ossos.


Do cheiro da terra molhada.


 Vamos esperar…



publicado por Fernanda às 11:20
link do post | comentar | favorito
|

25 comentários:
De Anónimo a 2 de Março de 2005 às 18:19
Eu próprio não sou grande adepto da chuva...
Porém reconheço que já faz imensa falta, quanto mais não seja para quebrar este "gelo" que se faz sentir...Albano Santos
(http://albanosantos.blogs.sapo.pt)
(mailto:santos_albano@sapo.pt)


De Anónimo a 2 de Março de 2005 às 14:24
Não quero dar a ideia de q sou perfeito mas na verdade estás a falar de alterações climáticas e não de alterações climatéricas, a diferença reside sobretudo no seu carácter temporal ou não. E também no seu carácter global ou apenas local. Podes eventualmente falar em condições climatéricas para referir algo circunscrito a um momento e a um lugar, usas alterações climáticas para te referires ao fenómeno e ao seu carácter global. Fica a minha opinião, embora não me ache autoridade na matéria...homemde40
(http://homemde40.blogs.sapo.pt)
(mailto:adulto_lx@sapo.pt)


De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2005 às 10:32
Pois é, temos saudades de cada coisa!... até da chuva. Beijo onde...espiritosanto
</a>
(mailto:Venha@chuva.pt)


De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2005 às 09:57
Temos saudades de cada coisa?? Mas ela que venha que agora é bem vinda!Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 25 de Fevereiro de 2005 às 00:53
Fernandinha, eu n gosto mesmo de chuva e pronto! ... Mas, se tem q ser q venha!... E lá vou eu acabar numa sopa...

BeijinhoCris
(http://chatalinda.blogs.sapo.pt/)
(mailto:chatalinda2@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 21:16
É verdade, o tempo anda mesmo estranho. A ponto de andarem aviões no Alentejo a lançar químicos para provocarem a chuva. Ontem à noite choveu um pouco, mas hoje já estava um dia óptimo de novo, a minha roupa até secou no estendal. Vejamos se isto melhora. Espero que sim. Beijo grande :)Carla
(http://papoilasdoces.blogs.sapo.pt)
(mailto:cferreirapedro@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 20:45
O chato mesmo é que quem anda à chuva, molha-se.alexandre
(http://gregueria.blogspot.com)
(mailto:abentodesousa@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 20:36
gostei desse textinho...*

ashistorias.blogspot.com
ospensamentos.blogspot.compedro
(http://ashistorias.blogspot.com)
(mailto:pedro_darkman@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 20:26
bem, aqui qd chove n chove, neva...;)

ashistorias.blogspot.com
ospensamentos.blogspot.compedro
(http://ashistorias.blogspot.com)
(mailto:pedro_darkman@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Fevereiro de 2005 às 20:17
eu que considerva o Porto como o penico do mundo, já mudei de ideias. Agora o sol quando brilha é para todos, e nesta altura não é nada bom. Já tenho saudades de ouvir a sirene da entrada do porto de Leixões, quando está nevoeiro.lima
(http://lucialima.blogspot.com)
(mailto:luma0506@yahoo.com.br)


Comentar post