Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Sexta-feira, 3 de Março de 2006
Lá em casa NUNCA MAIS se comem feijões em lata!

filme.jpg Ontem fui ver o filme “Segredo da Montanha não sei das quantas”, mais conhecido pelos Cowboys Gays.


 Correndo o risco de ofender alguém, digo-vos, em minha modesta opinião, que FOI A MAIOR SECA DE FILME QUE VI NOS ULTIMOS ANOS!!!


 Ainda bem que a Manelinha não me deixou ir embora ao intervalo, porque a 2ª parte do filme justificou metade do bilhete que paguei.


E não gostei porquê?


 Talvez tenha criado expectativas elevadas por toda a gente dizer que o filme é um espectáculo, e talvez estivesse à espera de uma abordagem tipo “Almodôvar”, sei lá…


Depois, gosto pouco de histórias de encontros-desencontrados mais ou menos previsíveis, ou seja, à medida que o filme ía correndo, eu já calculava o que iria acontecer. Só não acertei na causa da morte do Jack.


 O envolvimento deles pareceu-me forçado.


 Ora porra, se eu tivesse numa montanha daquelas cheia de mé-més, no mínimo enrolava-me com uma ovelhita ou duas para me aquecer!


 A culpa só pode ser dos feijões!


 Se a história fosse com um homem e uma mulher, continuava a ser uma história de chacha!


 Portanto, não me acusem de homofobia porque não é nada disso.


As interpretações foram ocas (na volta até ganham um óscar!), e o esforço de envelhecer as personagens só serviu para lhes dar um ar de fantoches mal prontos (nem a caracterização se safou..).


Portanto, se não gostei do argumento, odiei a banda sonora, quase grunhi com as interpretações, continuo na minha: a culpa só pode ser dos feijões!!


 E compreendam a minha desilusão! Para quem só consegue ir ao cinema quase de ano a ano, foi um desperdício de oportunidade!


 Tenham um excelente fim de semana!



publicado por Fernanda às 09:51
link do post | comentar | favorito
|

12 comentários:
De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 21:28
Eu achei sem sal, não sou homofobica, mas acho que podiam ter explorado muito mais o tema do filme, compreendo que a época era outra mas mesmo assim o conteúdo não me agradou, muito vago, confuso, perdido...por mim não era filme para tanta baladação. Mas gostos não se discutem. Voos docesBorboleta
(http://devaneiosconstantes.blogs.sapo.pt)
(mailto:devaneiosconstantes@sapo.pt)


De Anónimo a 7 de Março de 2006 às 19:31
Bem já se esperava que esse filme fosse uma tremenda de uma seca, ainda bem que não gosto de coboiadas.
BJjotadias
(http://ferroadas2.blogspot.com)
(mailto:jotadias@iol.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 22:37
Lá no filme dos cowboys as balas só faziam puf ! puf ! ?
Que ganda seca ! ! !ACACIO SIMOES
(http://atonito.blogspot.com/)
(mailto:acacio.luis.simoes@iol.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 16:57
Oh gaja...eu cá adorei o filme!!! estavas de mal com a vida ou quê?
Beijosinconfidente
(http://inconfidencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 14:02
Olá Fernanda, para que pensas durante o filme ...Tens so de ler a legenda;). beijokas amiga e boa semanaadryka
(http://suspirar.blogspot.com)
(mailto:adry1111349@gmail.com)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 10:53
Garanto que não é só por ser do contra...
Mas eu adorei o filme... adorei a banda sonora... adorei as paisagens... adorei a interpretação dos moços... adorei tudo.
Beijos, aqui ali e acolá!inconfidente2
</a>
(mailto:inconfidente2@sapo.pt)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 10:00
Olá. Pois eu vim aqui deixar o endereço do meu Forum. Muito trabalhinho já me deu ele a fazê-lo. Passem por lá. Deixem um comentário, uma sugestão ou um desabafo.

Não se paga nadaPara visitar o forum clique aqui
(http://paulo2006.clicdev.com/f/index.php?act=idx)
(mailto:paulo2006@ubbi.com.br)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 09:51
Mujer…

Rosa y clavel.

Manantial donde brota el placer.

Eres amor.

Eres pasión, eres piel.

Mujer…

Amor puro y sensual.

Envuelves con tu ternura.

Embriagas con tu mirar.

Mujer…

Fuego que jamás se doblega.

Musa cantarina y risueña...

altiva como la primavera...

gestos de encajes en luna llena.

Mujer…

Aprisionas en tu alma

tus tristezas...

y te atreves a soñar

en las espigas del sol...

en cada despertar.

Mujer…

Cantándole a la brisa,

hermosa se escucha las

notas rítmicas de tu sonrisa.

Mujer…

sencillamente mujer.Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 6 de Março de 2006 às 00:59
Pensava ir ver o filme, mas vou desistir. Porquê?... Porque também criei uma expectativa num degrau muito elevado. Antes que dê o tombo, vou ficar aqui por baixo e ver um outro diferente… Outra semana aí vem! Faz o favor de ser feliz!
Amaral
(http://amaralnascimento.blogspot.com)
(mailto:amaralnascimento@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 11:49
eu por acaso ainda n vi o filme. mas aposto k deve ser deveras interessante. e o caso apresentado neste filme, é uma questão d perspectiva. disseste tu que as representações estavam muito ocas. e se assim n for? e as personagens, caso elas existissem mesmo, fossem c este tipo d personalidade? talvez fosse pela educação, pelos valores morais que receberam e tivessem que ser "ocos" de personalidade para esconder o que realmente sentiam... enfim, como eu disse, é apenas uma questão de perspectiva. e não acho que seja uma moda. beijocas***Karura
(http://www.blackpenguin.blogs.sapo.pt)
(mailto:anywherebuthome@gmail.com)


Comentar post