Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Sexta-feira, 30 de Junho de 2006
BOM FIM DE SEMANA!

Para este fim de semana deixo..
 
Um sorriso para todos os que ainda perdem tempo a apreciar um céu estrelado…
 
Um olhar com a doçura da paciência para todas as traquinices que os vossos filhos vão fazer estes dois dias..
 
Um toque de passagem de  língua pelos lábios para os amantes que vão aproveitar bem o tempo…
 
Uma lágrima de saudade para os amigos que não arranjam tempo para porem a conversa em dia…
 
Uma mão cheia de Esperança para quem está atolado de problemas…
 
Um sopro de Fé para quem está doente..
 
Um olhar duro para quem não sabe nem aprecia a sorte que tem…
 
Um colo para quem se sente abandonado…
 
Um Obrigado a quem só faz e espalha a Paz e o Bem…
 
Um sorriso irónico para os pobres de espírito e mesquinhos da Vida…
 
Um toque de  cheiro de mar e algodão doce para quem sabe amar…
 
E para todos vocês, meus Amigos, que sabem estar ao lado incondicionalmente, mesmo sem me conhecerem, e que fazem da net um lugar sem máscaras nem armadilhas, um enorme BEM HAJAM!
 
BOM FIM DE SEMANA!

sinto-me: meio pró parvo..

publicado por Fernanda às 16:34
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

Terça-feira, 27 de Junho de 2006
Vai um croquete??

Nunca gostei de relógios.
Aliás, nunca os usei nem sei ver as horas naqueles que não tiverem os números bem claros.
Aliando ao facto de que sou alérgica ao metal, é objecto que me é perfeitamente desnecessário, e tenho alguns que me foram oferecidos ao longo da vida, perdidos e esquecidos por gavetas ainda mais esquecidas…
 
Mas na verdade, o meu profundo desagrado por tal objecto vai um pouco mais fundo.
 
É a velha questão do Tempo.
 
Penso que o Tempo é o maior grilhão da nossa existência.
 
Tic-tac, tic-tac e cada segundo que passa não volta mais.
E nós nem nos apercebemos disso.
A não ser que apanhemos uma grande estalada da Vida…
Mas se temos a sorte que isso nos passe despercebido, ou não nos importe, ou nem sequer nos interesse, o tic-tac não pára…
 
Acho que estamos geneticamente preparados para não ligarmos à passagem do Tempo, senão dávamos em doidos pensando naquilo que devíamos já ter feito e conseguido e que nos escapou.
 
Aliás, acho que estamos geneticamente preparados para tudo, menos para uma coisa; para a perda de um filho, que é a uma coisa mais anti-natura de que me lembro..
 
E para se aguentarem outras coisas terríveis da Vida, muitas delas relacionadas com as surpresas e partidas (desagradáveis na maior parte dos casos) que o Tempo nos prega, cada um acredita ou cria as suas Teorias, para aliviar o sofrimento ou evitar a loucura…
 
Eu, por exemplo, acredito que NADA acontece por acaso.
Que vivemos muitas vidas.
Nos cruzamos uns com os outros muitas vezes sob as mais variadas formas, mais intensas consoante o grau de pureza que a nossa alma vai conseguindo atingir em cada encarnação.
Que voltamos cá o nº de vezes suficientes até atingirmos o ponto em que merecemos não voltar mais. Porque o Inferno, meus amigos, se existe, é aqui.
 
Acredito que aqueles que partem prematuramente são aqueles que estão mais perto do topo da pirâmide, e que começam a fazer mais falta Lá em cima do que aqui.
 
Os Puros devem ser tão poucos…
O Céu deve estar tão despovoado…
 
Acredito que ninguém parte antes da sua hora, mas que essa hora está marcada.
Só gostava de saber por quem.
 
Para lhe dizer algumas coisinhas…
 
Para lhe falar do sofrimento daqueles que cá ficam, que se estão nas tintas, num primeiro instante, para a Grande Roda da Evolução das Coisas, e de que Deus Escreve Direito Por Linhas Tortas e essas tretas todas, que são destinadas a ajudar o comum mortal pecador impuro a aceitar e a seguir o seu caminho, conformado, até que o Grande Relógio determine a sua hora.
 
Já tinha aceite, há muito tempo, que muitas coisas que não fiz nesta encarnação, teriam de ficar para outra.
 
Sim.
Porque eu sou daquelas pobres almas que ainda estão na base da cadeia, e terei de cá voltar milhões de vezes.
 
Até aí tudo bem.
 
Mas acho que tudo tem um limite.
E essa coisa do Criador dar as provações de acordo com a fortaleza de cada alma, parece-me mais uma brincadeira de esticar o elástico até ver quando ele parte.
 
E como me parece que o Criador tem mais que fazer do que se preocupar com os elásticos insignificantes da maioria dos Humanos, gostava de saber quem mais se anda a divertir à nossa custa!
 
A obrigar-nos a gastar o Tempo que não pára naquilo que não queremos, mantendo-nos num limbo de pseudo-satisfação de que tudo está correr bem e de que há quem esteja pior que nós, portanto bico calado e bola para frente, não vá acontecer alguma desgraça…
 
 
Bem, já me alonguei demais nestas teorias parvas.
Hoje vinha de falar de croquetes e rissóis, mas deu-me para aqui.
 
Não quero, no entanto, que fiquem a pensar que, por não usar relógio, sou uma atrasadinha!
Pelo contrário.
Sou tão pontual, que chego sempre antes do tempo!
Ou ando sempre fora do meu Tempo.
 
 
 
 
 
 

sinto-me: sem tempo..

publicado por Fernanda às 08:56
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Domingo, 25 de Junho de 2006
Há rosas sem espinhos...

Não sei porque me apeteceram rosas, mas ó espanto dos deuses, tive mesmo rosas…

Daqueles caprichos que o subconsciente nos lança para cima sem razão aparente nenhuma, talvez para medir forças connosco e com os outros, quem sabe…

Mas tive rosas…

Primeiro minhas…

Pouco habituada a que tomem atenção aos meus ridículos arrotos existenciais, pus pés a caminho da florista (foi só atravessar a rua) e pedi à florista Leonilde que me vendesse uma rosa.

Podia até ser daquelas mais velhas que ela costuma aproveitar para desfolhar para serem lançadas sobre as noivas nos casamentos…

Eu só precisava mesmo de enfiar o nariz e sentir o aroma da flor…

Ela riu-se, e deu-me 3 rosas fresquinhas, acabadas de chegar.

Não estranhou o meu pedido, já me conhece há muito anos, e sabe que tenho manias estranhas, e que muitas vezes vou ao lixo buscar as flores que ela deita fora porque já não se vendem, e as ponho em água lá na Junta mais uns dias, para que não morram antes da hora…

Depois, quando cheguei a casa, estava um lindo ramo de rosas vermelhas em cima da cama.

Foi o meu marido que, ao espreitar o meu blog de manhã, percebeu que desta vez, se calhar eu estava mesmo a falar a sério e que, mesmo sem perceber a razão, teve o gesto de me fazer a vontade, apenas porque era importante para mim.

Sem mais perguntas.

Tendo em conta a sua maneira de ser, ou seja, ele é um perguntador, daquelas pessoas em que tudo tem de ter sentido, uma causa, uma explicação e uma razão de ser bem lógica, foi um gesto muito bonito.

Que me caiu muito bem…

Vamos lá “humorar” um pouco….

Da próxima, vou atrever-me  a sugerir o meu sonho mais caro..

Um Jeep Cherokee envolto numa fita vermelha com um laçarote enorme no tejadilho!!!

Eheheheh…

Mas puxando pela memória…

Afinal, o perfuminho, tive eu de o comprar…

É melhor ficar calada, e mandar um sorriso sempre que passo pela jarra de rosas!

 

Tenham uma excelente semana!


sinto-me: florida

publicado por Fernanda às 21:05
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Junho de 2006
São Rosas, Senhor....

Eu sei que a foto da praia  do post não está grande coisa, por isso ninguém acertou.

Trata-se da Nazaré.

Em conjunto com Peniche, são as zonas piscatórias de que mais gosto, de onde tenho memórias de infância que guardo com fervor.

Umas boas, outras más, como em tudo na vida..

Esta noite fui sonhar a Rainha Santa Isabel...

É isso.

São Apenas rosas, Senhor...

Hoje, apetecia-me meter o nariz num enorme ramo de rosas, aspirar bem fundo, correndo o risco de ficar a sangrar por causa de um espinho mais resistente.

Vou ali à florista e já venho...

Dia feliz!


sinto-me: Apetecem-me flores...

publicado por Fernanda às 08:42
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Junho de 2006
Como se fosse...

Como se fosse o último Verão das nossas Vidas..

Vamos lá aproveitar, apesar das armadilhas do tempo, das carteiras mais ou menos vazias, dos feitios quezilentos, e das coisitas que nos chateiam a alma, vamos lá aproveitar o VERÃO 2006.

Será que ele me vai pagar a publicidade grátis???

Deixo-vos uma imagem da minha praia favorita de todos os tempos..

Não é a melhor, a mais "in", nem sequer a mais confortável, mas foi aquela onde eu cresci, onde sonhei criança sentada à beira mar, quando tudo ainda era uma incongnita, e eu sentia que tinha o mundo na mão, e todas as perspectivas abertas!

Boa semana! E Boas Férias para quem tem a sorte de já as estar a gozar...

Beijão para todos...


sinto-me: solarenga, sem razão..

publicado por Fernanda às 08:37
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Terça-feira, 13 de Junho de 2006
Haja o que houver

Apesar do dia cinzento, a escorrer preguiça que pode ser gozada por quem direito tem ao feriado, não esmoreçam, meus amigos...

NÃO DEIXA DE SER VERÃO!!!

Tenham uma excelente semana, sempre com os olhos postos em dias calorentos e noites estreladas...


sinto-me: veraneante

publicado por Fernanda às 10:08
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

Quinta-feira, 8 de Junho de 2006
Vamos lá arejar isto!

Bem.

Já chega de introspecções e tristezas parvas!

Até porque amanhã tenho jantar da Confraria das Doidas (para quem não sabe, vai ser gandaia a noite toda!!!!!), e faço tensões de me divertir à grande, e iniciar uma fase de mandar para trás do sol posto TODAS  as tristezas!

Como amanhã não devo poder passar por aqui (TRABALHO, TRABALHO, TRABALHO) aproveito para vou desejar um OPTIMO FIM DE SEMANA!!!


sinto-me: PRÓ CARAÇAS COM AS CHATICES!!!

publicado por Fernanda às 11:56
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Terça-feira, 6 de Junho de 2006
Mea Culpa

Não é preciso ir à Missa para fazer um acto de contrição (é assim que se escreve?).

Hoje estou aqui para pedir perdão.

A todos aqueles que, de alguma forma magoei, ao longo do meu caminho, de propósito ou sem querer.

A todos aqueles a quem falhei as expectativas que criaram para mim.

Não sou, de facto, a filha que desejaram nem a esposa que se esperava.

Mas é dificil domar um cavalo selvagem...

Sei que ninguem espera que seja perfeita. Ninguem o é.

Mas as minhas imperfeições atingem o rasgo do impensável. Acreditem.

E o pior é que me estou nas tintas para isso. Absolutamente!

Mas o resto do bom senso que me resta leva-me a admitir os meus erros. E a pedir desculpa por eles,mesmo que os continue a cometer.

Assumo aqui todas as minhas culpas, até as que tenho no crescimento do buraco do ozono.

E aproveito, porque não, para VOS pedir desculpa por não vos visitar há imenso tempo.

Não vou dizer que não tenho tempo, que isto e mais aquilo.

Vou ser verdadeira.

Vou dizer que não me apetece ler.

Ou que, se vos leio, não me apetece comentar.

Perdoem.

Principalmente os amigos mais chegados, mais antigos, alguns que já vi que desistiram de passar por aqui.

Eu sei que isto da blogoesfera tem muito a ver com delicadeza e educação.

Eu visito e sou visitada, e volto a visitar e por aí fora. E eu tenho sido uma malcriadona!

Quando a cadeia se rompe, por mau humor ou má onda, é uma chatice.

Desculpem.

Sinceramente!

Não é falta de respeito, acreditem..

Um dia isto passa....

Aceitem um beijo de Amizade, sempre sincera!

 

 


sinto-me: culpada como o raio!

publicado por Fernanda às 09:24
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Segunda-feira, 5 de Junho de 2006
Fatal como o destino....

Tenho evitado falar de Timor, porque me doi demais.

Mas hoje de manhã (esta mania de começar o dia agarrada ao televisor tem de acabar), pôs-me em frente do nariz a "tal" realidade nacional que todos os anos nos atribula do País.

Já chegaram.

Os incendios.

O meu cunhado é Bombeiro.

E já que não me apetece falar de medidas governamentais de combate aos incendios (eficazes ou escandalosas), deixo apenas aqui um grande VIVA a todos os Bombeiros do País.

Bem Hajam.

Tenham uma excelente semana, meus amigos.


sinto-me: com vontade de emigrar..

publicado por Fernanda às 08:30
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Junho de 2006
DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

Toda a gente deve ir falar hoje do mesmo, mas não faz mal...

Tenho em casa 3 crianças, embora os mais velhos já não se assumam como tal, como devem imaginar.

Esta foto do Alex foi tirada quando ele fez 1 aninho de idade.

E, como sempre, é nele que eu amo e cuido de todas as crianças do mundo.

Para todas elas, que eu gostaria de poder incluir no meu colo e no meu afago, aqui fica o meu mais sincero amor, e o meu pedido de perdão àquelas que não são amadas como merecem.

FELIZ DIA DA CRIANÇA tambem para os adultos que não esquecem que já o foram um dia e assim conseguem ser pais mais atentos.

Um abraço para todos, até para aqueles que ainda não têm filhos.

Um ombro fica, para aqueles que os perderam..


sinto-me: Feliz...

publicado por Fernanda às 08:20
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A ESTRELA !!!

Mas nem tudo são desgraça...

Pois..

Saudade...

ESTUPIDAAAAAAAA!!!!

20 anos

Beleza Pura

De Centauro a Sereia

ATÉ DEUS....

QUERO UM!!!!

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds