Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Sexta-feira, 29 de Outubro de 2004
Era só o que faltava!

Não poder dizer aqui o que me der na tola!


Já passo a vida – aquela real – a fazer concessões que me provocam ataques de fígado, a ouvir conversas que me dão vómitos, e a aturar gente que, se as circunstancias fossem outras, mudava de passeio só para não as cruzar!


Sim, estou ácida.


E a música que estou a ouvir (Tubular bells do Mike Oldfield) ajuda-me a acentuar a acidez…


Hoje estava até capaz de falar do nosso 1º (ministro), e seus competentes ministérios, que nos estão a tornar a vida num emaranhado de absurdos! Mas não vou falar dele. Deixo isso para especialistas.


 Aliás nem sei do que vou falar. Os assuntos esvoaçam na cabeça e os dedos não os conseguem acompanhar. Perco-me. Irrito-me. E não digo nada de jeito.


Talvez precise de psiquiatra (apetece-me pô-lo louco – esta frase não é minha, mas serve na perfeição!).


 Eu sei o que se passa. Estou com uma crise de nostalgia.


Que me dá sempre uns dias antes de fazer anos.


Eu sei que ainda falta um bocado, mais de um mês, mas não consigo evitar.


E este ano é tramado, porque vou fazer 40. Entro nos entas…..


 Mas não é isso que me aflige…. O que me aflige é que sinto que desperdicei uma década inteira, a que chamo até a “década maldita”.


 Nunca mais fui a mesma desde que fiz trinta anos, e agora que vou fazer quarenta, que poderá acontecer?


Dou em kota maluca, pinto o cabelo de louro e vou desviar mancebos virgens?


Dedico-me ao lar, e sorrio ao meu cônjuge em vez de lhe gritar aos ouvidos?


Resigno-me ao meu lugarzinho e fico a folhear folhetos de agências de viagens?


Armo-me em cão com pulgas, pego numa mochila e vou fazer o que ficou por.. ............


Começo pelo inter-rail.


 E pelo Expresso do Oriente.


 Paro no Egipto até me esquecer de voltar.


 Dou um salto ao Museu do Louvre.


Perco-me pela Grécia, e quando me fartar de “ruínas”, vou sentir-me pequenina em Nova York.


Dou um milhão de voltas na maior montanha russa do mundo (que não sei onde fica, mas só pode ser na América), e termino na cama com um chinês.


Não me posso esquecer de ir aprender italiano.


 Que mais deixei por fazer?


 Um dia destes acordo, e já tenho oitenta anos.


Espero que nessa altura a lista seja bem mais pequena…


Bom fim de semana Ó GAJOS E GAJAS, bom feriado e não deixem para amanhã o que puderem fazer hoje!


 Comecem por dar um valente beijo na boca em quem mais vos apetecer!



publicado por Fernanda às 15:59
link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|

Terça-feira, 26 de Outubro de 2004
Inverno...

O dia cola-se húmido à pele.


 Nem réstia de sol, apenas promessas de tempestades.


 Não sei como vou enfrentar este Inverno! Sou uma mulher de primaveras, piscando o olho ao Verão…


Como fui nascer em pleno Inverno, se não há nada nele que me atraia ou console?


Um dia ou dois a olhar pela janela a chuva que cai impiedosa, até tem o seu encanto…


Um dia ou dois!


 Tenho um amigo que diz que daqui a 10 anos se vai embora para África (livra-te de não levares a net atrás de ti!

 Gostava de passar o Inverno num qualquer paraíso tropical. E depois voltava. Acho.


Tenho essa fantasia desde criança. Passar o Natal na praia, só para ver se tinha o mesmo sabor…


Era tão bom… Viver num sitio onde estivesse sempre calor…


Não ter que me preocupar com mudanças de guarda roupa… Mandar o reumático dar uma curva.. Dar um mergulhinho ao pôr do sol… Só apetecer comer saladas (esta dava muito jeito!).. Aquele cheiro do creme solar misturado com o sal do mar…


E o mar, Deus do céu! O mar ali, à mão de semear, para aliviar calores, dores e desamores..


Uma coisa farei! Quando me reformar, vendo esta treta toda, estou farta de verde, e compro uma casinha à beira mar.


 Quem sabe se o mar de Inverno me consolará da fuga do calor! Até me imagino, sentada na cadeira de baloiço (que peço há anos, e nicles), de mantinha nas pernas, espernangada na varanda, a olhar o mar revolto, sujeita a apanhar com uma onda mais atrevida!


Sonhos, pois…


É isso mesmo que vou fazer este Inverno.


 Sonhar…



publicado por Fernanda às 10:50
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Segunda-feira, 25 de Outubro de 2004
LINDA!

Foi no sábado, mas hoje, segunda feira, ainda estou de queixo caído! De boca aberta de puro deslumbramento!


Não fiquem a pensar que mudei de “campeonato”, mas eu sou uma pessoa que aprecia a beleza, onde quer que ela exista.


 Num quadro, numa paisagem, numa mulher ou num homem, numa flor que nos salta ao caminho na berma de qualquer estrada, num arco-iris que se solta num dia de chuva… Aprecio a beleza onde quer que ela exista.


 E querem saber então porque estou deslumbrada?


Porque conheci pessoalmente a Aragana no sábado passado, e juro que ela é das mulheres mais bonitas que vi até hoje!


 É tão linda que até dói!


 Um olhos negros com a imensidão e profundidade de um lago de montanha! Um rosto perfeito, onde nada está a mais e nada falta., emoldurado por um cabelo que só visto! Uma boca linda com um sorriso maravilhoso! E magrinha e elegante…


 Uma simpatia maravilhosa, uma conversa fluente, um calor humano que só visto!


AI QUE PENA TENHO DE NÃO SER HOMEM!!!


Fez-me lembrar uma reencarnação de uma deusa do Olimpo…


Mas as pessoas não valem só pela aparência que têm, isso nem é o mais importante.


O mais importante é que ela é uma lutadora, uma mulher de garra, que toma a vida pela frente como se fosse toureiro de grandes lides! Não tem medo da vida, e sempre que essa madrasta lhe faz frente, aí está ela com coragem e determinação em não se deixar abater.


 Dá-me vontade de dizer… QUANDO FÔR GRANDE QUERO SER COMO TU!!!


 Em toda aquela força da natureza, observador mais atento encontra uma grande doçura, uma sensibilidade enorme…


Defeitos? Concerteza que os tem. Eu, não encontrei nenhum!!


 Aragana querida… Que a vida te traga tudo o que desejas. Que nada destrua a tua força de viver, a tua capacidade de dares a volta por cima. Que tenhas ao teu lado alguém que te mereça. Da minha parte, terás sempre a minha amizade, o meu carinho, e tudo aquilo que de mim precisares.



publicado por Fernanda às 12:11
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Sexta-feira, 22 de Outubro de 2004
BOM FIM DE SEMANA E APROVEITO PARA
AVISAR QUE A ARAGANA REABRIU O BLOG!!!

não sei pôr links, portanto escrevo que é no aragana.blogs.sapo.pt

Como se vocês não soubessem....

BEIJOS


publicado por Fernanda às 15:37
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 21 de Outubro de 2004
Ai se eu vos contasse...

Ai se eu vos contasse o que me vai pela cabeça….. Se eu vos dissesse as mil loucuras que me passam pela tola…


 Este raio da minha imaginação (às vezes tão real, a desgraçada), prega-me cada partida….


 Imaginem que ontem, estava a fazer o jantar...


Esclareço que quando faço uma coisa que me aborrece, como cozinhar, passar actas, arquivar papeis, passar a ferro, enfim, essas coisas maquinais que nada exigem da inquieta criatividade, o meu espírito põe-se a voar….


E ontem estava a fazer o jantar, que como sempre saiu uma grande porcaria (para os interessados, costeletas de porco com esparguete e molho de limão e sopa de agrião. Até rima!), comecei a escrever em pensamento. Linha por linha, ideia por ideia. Até diálogos criei.


Descascando as batatas e aquela coisada toda, ía fazendo maneios de cabeça e trejeitos de boca, e dando gargalhadas surdas, como se alguns de vocês ali estivessem a dialogar comigo.


 E não é que dei umas valentes gargalhadas com a Aragana para começar, umas marradinhas na Inconformada, um dedo de prosa delicioso com a Myryam, passei a pimenta na língua com os Inconfidente, esclareci o Luís Miguel, troquei umas teologias com o Rapaz , fiz um milhão de perguntas à MulherGorduxa, dei pulos de contente pelas boas noticias do Zé Oliveira, pus gelo quente no ombro do Almaro, e depois de apertar a bochecha do Wish, comi uma francesinha deliciosa com o Aflores,….


 E enquanto arranjava os agriões..


 Apareceu-me a Sílvia para beber um café, e trazia a Elsa e a Ana P. super bem dispostas. E quando apareceu a Saltapocinhas, fizemos uma festa!


Entretanto, telefonou o Tecpalt e o Arlequim a perguntar se podiam aparecer… Fui arranjar um lanche melhorado, porque a Luciana avisou que estava a chegar, dando boleia à Borboleta. Juntando a isto um grande PedeVento sempre bem vindo, ainda arranjei tempo para puxar umas Orelhas Quentes com carinho, fazer o prato favorito do Wiilnow e do José Sócrates, dar um colinho à Renada, e um grande abraço na Gilda.


 Assim que pus as costeletas a fritar, tocou o telefone de novo… O barulho era muito, mas consegui perceber que o Markko se tinha perdido no caminho, pelo que pedi ao Albatroz que o fosse buscar ao cruzamento, onde encontraram o SpeakEasy a falar ao desbarato e o trouxeram também.


 Ficámos todos tão felizes, que até o SeiLá já sabia que sim e a Maria pulava de contente. Quando a Lique me avisou que a sopa se estava a queimar, pedi à Pimentinha que apagasse o lume, enquanto eu ía abrir o portão ao Carlos, que chegou estafado de tanto correr…


E quando o Mentis apareceu com o seu portátil a tiracolo, e pela mão trazia a Angel livre de pesadelos, dando noticias do Armando que andava desaparecido, bem….


A festa foi total!!!


 Acordei desta ilusão maravilhosa, com uma gargalhada dos meus filhos…


“Então, badoschinha, tas-te a passar? Já falas sozinha e ris à parva?” – Diz ele


“Estava a sonhar acordada.. Porquê, não posso?” - Respondi


 “eheheh… podes, tás à vontade, mummy…” – Diz ela


“Acho bem! Apaga mas é o lume que ainda se queima tudo, please…” - Respondi


“Tavas a sonhar com quê?” – Pergunta ela


 “Cáti, és mesmo parva, só podia estar a sonhar com os gajos dos blogs” – Responde ele


 “Oh Carlos, e com as gajas também que a mãe também tem amigas, não são só amigos! “ – Riposta ela em minha defesa


 “OH meninos, mas que palavreado é esse? Vamos mas é jantar, senão além de queimado, ainda fica tudo frio!!”




publicado por Fernanda às 17:22
link do post | comentar | ver comentários (25) | favorito
|

Quarta-feira, 20 de Outubro de 2004
Deus e Adeus

É incrível. Como a vida pode mudar de um momento para o outro.


Estamos bem, ficamos mal. Estamos mal e a coisa melhora. Estamos tesos, e aparece dinheiro. Temos dinheiro, e aparecem despesas imprevistas. Vamos calmamente na estrada, e algum maluco nos bate. Estamos doentes, e acertamos com o médico. Estamos infelizes, e o sol aparece em Verão de S. Martinho. Vamos para a praia e desaba uma tempestade.


Já perceberam a ideia, não é?


 Neste momento, apesar de algumas nuvens no horizonte, não me apetece ter medo.


Nem sofrer por antecipação.


 Naquela mesmo do “um dia de cada vez” como os alcoólatras e afins.


Os problemas de hoje estão resolvidos. As alegrias, chegaram para um dia semi-cinzento…


Não sei rezar, mas hoje ao deitar acho que vou lançar Lá para cima um


-“obrigado, Pá, o dia passou-se bem”


 Estou sujeita a ouvir um:


 - “Deves pensar, pequena, que não tenho mais nada que fazer que olhar para o teu umbigo, não?”


- “Eu sei, ó Deus. Até andas distraído, deves estar farto dos Homens, e deixaste-os por sua conta e risco. E quem sou eu para te criticar!”


 - “Acho bem, pequena. Ouvi-te por acaso, estava aqui a folhear o Jornal de Noticias do Além, e pareceu-me ouvir um zumbido de melga do inferno. Afinal eras tu a bichanar…”


- “Desculpa lá ó Gajo Mor se te incomodei…”


- “Não incomodas nada. A não ser quando desatas a pedir isto e aquilo, como se eu fosse o Pai Natal!”


- “ Se tu fosses o Pai Natal eu era uma cara-de-rena”…


- “eheheh…. “


- “Tas a rir-te de mim? Obrigadinha…”


- “Ando com o humor tão fraco que até tu me fazes rir…”


 - “Não é fácil ser Deus, não é?”


 - “É tão difícil como ser humano…”


- “Pois é… temos de ir levando um dia de cada vez..”


 - “ Pois é…. Agora tenho de ir”


- “Muito trabalho?”


 - “Estão à minha espera numa conferencia de imprensa de anjos”


- “Algum problema grave? Posso ajudar?”


 - “Até podes…. Convoca uma assembleia de diabos, para nós podermos estar sossegados a discutir umas coisas, sem ninguém a escutar atrás da porta.


 -“Lamento, mas acho que não Te posso ajudar. Para diaba, já basto eu…


 - “Fica para outra vez. Porta-te bem..”


 -“Que remédio! “


-“Lá tá ela a queixar-se… Vou bazar daqui que não há deus que aguente tanta choraminguice.


 FUI!”



publicado por Fernanda às 19:04
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|

Terça-feira, 19 de Outubro de 2004
PRO CARAÇAS!!

Parem o relógio, que eu quero saltar.


 Parem o comboio, que eu quero sair.


 Desliguem o ecran, que o filme não presta.


Façam-se de moucos, que a música berra.


 Fechem os olhos, que o quadro é feio.


 Não comam, há suspeitas de veneno.


 Não bebam, que está contaminado.


Não riam, que o caso é sério.


 Não chorem, que não estou para lamúrias.


 Não se sentem, alguém puxou a cadeira.


 Não se deitem, a cama tem pulgas.


 Não gritem, que me dói a cabeça.


Não sussurrem, que estou surda.


 Haverá alguma maneira de fazer voltar o sol? Puxar os ponteiros para trás?


 Só me apetece fazer birra! Bater o pé. Amuar até que me doa.


E dizer em alto e bom som que me estou nas tintas PARA TUDO!!


Que quero ir para casa, tomar um grande banho sem que acabe o gás. Dormir 3 dias sem ser interrompida. Correr com os filhos. Deixar o marido na casota do cão.


Matar o cão. Coitado do cão….


 Mas estou-me nas tintas!


 E hoje não faço o jantar. Nem lavo loiça. Nem me dispo para dormir. Vou dormir de botas e tudo! Juro.


 Merda de dia. Raio de tempo. Merda de vida esta.


E vou sim, fazer jantar, e lavar a loiça, e tratar dos filhos, do marido e do estupor do cão.


 MAS A PUTA DA BALANÇA NÃO ME ESCAPA!!


Electrónica o caraças!


 Vou pôr-me aos pulos em cima dela, rebentar-lhe com a escala de vez, aqueles numerozinhos ridículos a piscar e a gozar com a minha cara!


E depois de desfeita, atiro-a contra o espelho!!


Tão feitos um com o outro, os ranhosos!!


Vão ver o que é bom pra tosse!!


 Ai se vão!!!



publicado por Fernanda às 14:15
link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|

Segunda-feira, 18 de Outubro de 2004
Post de 6ª feira passada - PIMBA!!

 Uma coisa que detesto é chegar a casa, poisar mala e filhos, despir-me e tirar sapatos, começar a fazer o jantar e.. Descobrir que falta algo essencial.


Desde que mudei de casa não tenho vizinhos a quem ir pedir um ramito de salsa ou uma chávena de concentrado de tomate (que saudades tenho tuas, Aidinha do 1º andar!).


 Portanto, nada mais que resta do que voltar a vestir-me e calçar os sapatos, meter-me no carro e ir ao supermercado. Sim, na aldeia onde moro até há mercearias, mas como nunca ando com dinheiro e elas não têm MB, nada feito. Quando isto acontece, dá logo azo a discussão entre os meus filhos. Porque querem ir os dois comigo, mas só pode ir um para o outro ficar a tomar conta do bébé. Normalmente tiram à sorte.


 Ontem, quem foi comigo foi a Cáti.


A noite já estava a cair. Saímos o portão, estrada abaixo, música bem alta como gostamos, entramos no cruzamento à maluca, e botámos as rodinhas na estrada principal, nenhum carro à frente, nenhum carro atrás como eu gosto… Aquele troço do caminho é surreal, ainda por cima ao fim do dia… A ponte, a vista da serra com os prédios muuito lá ao fundo, os moinhos gigantes a girar...


 “Lá vamos nós a caminho do infinito” – disse eu como é costume


“É mãe, até dá vontade de voar!” – respondeu ela


“E se nós…..”


“Fugíssemos?”


 “Íamos até ao fim do mundo…”


“Sem bébé, sem Carlos e sem pai… COOL”


 “As duas pra borga!”


 “Nunca mais ninguém nos via!”


 “Tamos mesmo doidas! Tu não aguentavas as saudades dos manos..”


“Pois é. Temos de deixar isso para outro dia”


 “Vamos comprar o quê ao Feira Nova?”


 “Sei lá, já nem me lembro”


 Enchemos o carrinho de compras com coisas perfeitamente adiáveis (NÃO DESNECESSÁRIAS) e fizemos o caminho de regresso.


 “Sabes o que era perfeito agora, filha?”


“Tocar uma músicas daquelas kotas e fatelas que tu adoras porque te fazem retornar à juventude?”


 “Sim. Muda aí para o RCP”


“Esta não gostas, é do século do pai”


 “Muda para a RFM pode ser que tenha mais sorte”


 E ela mudou. E ao jeito de pequenos milagrinhos ridículos e inocentes que nos põem absurdamente de bem com a vida, começou a tocar uma música, naquele instante… “OH mãe..”


 “CALA-TE! Não acredito!!! QUE ARREPIO!!”


“Pronto, tá bem..”


 A música que estava a tocar, não a ouvia há anos.


 É das poucas que não “ligo” a ninguém nem a nenhum acontecimento da minha vida. Que gosto (MUITO) só por gostar, que me faz viajar e arrepiar até à alma desde a primeira vez que a ouvi.


 Quando acabou, estava ainda deliciada com os últimos acordes ainda a ecoar cá dentro, sabem qual o comentário que a minha filha fez?


“OH MÃE – QUE PIMBA!!!!”


 PIMBA!!!!


Uma das minhas músicas preferidas de todos os tempos, PIMBA!!! Eu que até me orgulho de ter os mesmos gostos musicais dos meus filhos, que levo com a Rádio Cidade o dia todo, que até sei (à força) que os BLUE não são BLUES e que as SUGABABES não são SUGARBABIES, que adoro os ERVILHAS DE OLHO NEGRO (Black Eye Peas) e o seu STARTED, sou acusada pela minha princesa de amar uma canção PIMBA.


Nem vos conto o que lhe respondi. Espero que o choque de gerações entre nós não vá mais longe! E sim , nas compras não vinha o que precisava para fazer o jantar. E sim, o bébé tinha a fralda suja e o Carlinhos já gania por termos demorado tanto tempo.


Mas cá dentro, de mansinho, ainda ecoavam os últimos acordes do “Africa” dos Toto.


 Conhecem?



publicado por Fernanda às 15:51
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|

Segunda-feira, 11 de Outubro de 2004
O poder do riso

Quando passo pelos vossos blogs e comento com um “agora fizeste-me rir!”, depois de publicar penso sempre PRONTO! JÁ FIZ ASNEIRA!


Porque tenho medo que fiquem a pensar que vos estou a considerar “palhaços”, ou a rir-me gratuitamente das vossas palavras, gozando com o vosso estado de espírito.


Ou então, quando respondo aos vossos emails com um: ”Fartei-me de rir com as tuas palavras… ou fotos….”, fico com a mesmo impressão desconfortável de que não me entendam.


 Portanto, vamos lá esclarecer, please…


Considero que o riso é a mais honesta das emoções. É a mais pueril, sincera e pura das manifestações humanas.


 Podemos até deixar cair umas lágrimas de crocodilo para impressionar, ou abrir o rosto num esgar de sorriso amarelo, mas a gargalhada não dá para fingir. Podemos fingir um orgasmo, mas não o bom humor!


 Portanto, quando digo que me fizeram rir, estou a agradecer por essa dávida maravilhosa que é o riso, explodido na mais sincera gargalhada. Com excepção da hiena, que os entendidos dizem que não ri, apenas parece, não conheço mais nenhum animal que o faça.


 Penso até que o riso é uma das poucas coisas que nos fazem humanos. Gosto muito de humoristas. Dos mais ordinários aos mais elaborados, todos me fazem rir. Com excepção do Fernando Rocha, porque não percebo o que ele diz… Adoro banda desenhada bem humorada, caricaturas (olá Zé Oliveira !) e dou o que quiserem por uma boa anedota.


 Aliás, muitos de vocês têm o bom costume de me mandarem gargalhadas por mail, o que lhes agradeço do fundo do coração.


Portanto, sempre que vos comentar ou “emailar” a rir, saibam que o faço com amizade, agradecendo a luz que fazem entrar na minha cinzentinha vida.


A propósito de vida… Espero que a vossa ande melhor que a minha.


Beijo grande



publicado por Fernanda às 18:36
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|

Quarta-feira, 6 de Outubro de 2004
ai que neura hoje Deus do céu e mais cinco!

Estes 4 dias em casa fizeram-me mal…


O remanso… a calma… o cantar dos passarinhos…. A casa para limpar…. As belas sestas… seguidas de noites em dormir por causa do bébé Alexandre….as quantidades industriais de chocolate e pinhões… as compras de última hora… o gás que acaba sempre no meu banho…as dores nos ossos… a conta industrial do telefone…a hilariante Quinta das Celebridades…quatro dias sem net…


 NEM VOS CONTO MAIS!!!


E este regresso ao trabalho, numa 4ª que mais parece uma segunda, com o chefe a chispar fogo pelas ventas, a colega de mau humor e eu QUE AINDA TOU PIOR QUE OS REFERIDOS…


Esta noite só dormi uma hora. O meu querido Alexandre (filhote) resolveu armar-se em parvo e gritar a noite toda! Não, não tinha sede, nem fome, nem dores, nem calor, nem frio. Pura e simplesmente decidiu experimentar a total potencia das suas belíssimas cordas vocais. E experimentar o limite da minha resistência… E olhar-me descaradamente enquanto esfregava os caracóis… Aqueles olhinhos safados a espreitar por entre as grades da cama.. Peguei-lhe vezes sem conta. Esfregava o narizito no meu pescoço, aproveitava para dar uma real dentada, acompanhada por uma chapadita em cheio na minha bochecha! Punha-o na cama, e lá voltavam os gritos..


 Às 5.30 h caí para o lado. Deixei-o a gritar à vontade e até nos sonhos o ouvia… Às 6.30 o despertador tocou. Abri os olhos a custo… O safado dormia profundamente. Mas vinguei-me. Acordei-o. Não aos gritos, mas vontade não me faltou. Beijinho aqui, beijinho ali e ele sempre a resmungar. Os filhos mais velhos andavam numa roda viva, porque hoje era o 1º dia de escola, e quase 4 meses de férias não chegaram para arranjar as coisas!


 Mas lá conseguimos sair de casa a horas… São 16.15 h e ainda não consegui ir à net. Ai….


 Nem visitar-vos, nem publicar nada, só espreitei o email, mas não pude responder a ninguém. Não se zanguem comigo, please.


 Não pensem que vos esqueci ou estou armada em cão com pulgas. Mas o dia está difícil…


A ver se não me esqueço que a minha sogra faz anos, tenho de ligar a dar os parabéns. Tenho uma sogra porreirinha!

Para terminar o rol de parvoíces, falta dizer que se completa hoje o 25º aniversário da minha tentativa de suicídio.


 Todos os anos comemoro com um grande GRAÇAS A DEUS QUE FALHOU! E fico por aqui. Por agora.


 Beijos



publicado por Fernanda às 16:55
link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A ESTRELA !!!

Mas nem tudo são desgraça...

Pois..

Saudade...

ESTUPIDAAAAAAAA!!!!

20 anos

Beleza Pura

De Centauro a Sereia

ATÉ DEUS....

QUERO UM!!!!

arquivos

Agosto 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

tags

todas as tags

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds