Porque viver, sobrevivendo, é uma questão de simplicidade...
Terça-feira, 29 de Novembro de 2005
Não é habitual "postar" duas vezes no mesmo dia, mas...

pantufinha.jpg


Como não vou publicar nada tão cedo....


Sinto-me triste, vazia, à nora, despegada de mim e dos outros.


Acho que tenho de ir ao médico. A merda de anti depressivo que estou a tomar não me está a fazer nada.


Obrigado pelas vossas palavras e pelo vosso carinho que sinto ser genuíno e sincero.


Há pouca sinceridade neste mundo, por isso prezo imenso quando a encontro.


Deixo-vos uma imagem do meu cão mais recente, e o texto que escrevi para ele.


Conto voltar por aqui na próxima segunda feira, mas como diz o Povo sabiamente “O Homem põe e Deus dispõe”, nunca se sabe.


 Um abraço para todos.


E um obrigado sincero para quem tem a coragem de me aturar.


******************************************************************************


Bem…


Estando a correr o risco de me tornar a Santa Casa da Bicharada, ando pela rua rezando para que não me apareça mais nenhum bicho abandonado à frente, senão o meu marido põe-me as malinhas à porta!


No sábado de manhã, quando fui buscar o Alex à ama, que lá ficou para eu poder ir ao jantar descansada, encontrei na rua um cachorro bebe, todo desorientado…


Parei o carro, perguntei no café se alguém sabia se tinha dono, e disseram-me que o tinham largado ali de manhã bem cedo.


Como ninguém queria ficar com ele, adivinhem o que fiz?


Meti-o no carro!


Portanto, apresento-vos o Pantufa (pensavam que eu ía de novo pedir sugestões para nome de bicho? Enganaram-se!), que tem este nome porque tem um ar inquestionável de… Pantufa!


O Black e o Migo receberam-no bem, ele é que não gostou nada de levar com 2 cães adultos em cima, ou melhor, com um velhinho e outro de 3 meses e quase 20 kgs, e tive de o manter dentro de casa, a salvo!


O bicho é um ganda maricoca.


Só quer é colo, recusa-se a comer ração (acho que é muito pequenino ainda), mas não se fez rogado a uma papa de arroz e salsichas!


Adora estar deitado ao pé do aquecedor (chamem-lhe parvo!), e já estendeu os dentinhos para roer o que não deve…


Sinceramente, não me reconheço!


Sempre fui uma mulher de gatos, e agora já tenho 3 cães…


Cá para mim, será o prenúncio de algumas mudanças na minha maneira de estar na vida…


 E digo que não quero fazer balanços nem tomar resoluções de ano novo!


Livra, que incoerência!


A ver vamos….



publicado por Fernanda às 17:28
link do post | comentar | favorito
|

17 comentários:
De Anónimo a 4 de Dezembro de 2005 às 23:10
Um grande beijinho, estive a ler todos os textos, e compreendo, tanto por experiencias minhas como por de pessoas próximas, o que estas a passar e as decisoes, que estas a tomar. Espero mto sinceramente que encontres um pedacinho do q sempre te fez falta, e com isso consigas seguir em frente. Um grande beijoManefta
(http://manefta.blogs.sapo.pt)
(mailto:manefta@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Dezembro de 2005 às 18:28
" A amizade é o imenso

conforto de sentir-se

segura com uma pessoa,

não tendo que avaliar

pensamentos,

nem medir palavras!"

Carlos
(http://vagueando.blogs.sapo.pt/)
(mailto:c_m_a_n_u_e_l@hotmail.com)


De Anónimo a 3 de Dezembro de 2005 às 18:18
Li este post e o anterior. Peço-te desculpa por vir aqui tão pouco, mas a minha ausência das visitas dos blogues é geral. Falta de tempo e , na verdade, de disponibilidade interior. Tenho dificuldade em dizer-te seja o que for, a não ser que aprendi por aqui a gostar de ti e a apreciar as tuas (muitas) qualidades. Também te posso dizer que essa necessidade (quase) exagerada de amor não é só tua, não! Mas é de facto um problema que é necessário aprender a ultrapassar. Linda, trata-te e sobretudo olha com olhos de ver para a beleza da vida. E para o Pantufa, claro! :) Beijinhoslique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:alice.semaravilhas@gmail.com)


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2005 às 14:20
Cuidado... tens de o obrigar a comer ração. Caso contrário irá ter imensos problemas, pois a nossa comida não é equilibrada para eles. Há cães com sorte e um deles foi o Pantufas... :-)Carlos Tavares
(http://o-microbio.blogspot.com)
(mailto:carlos.roquegest@mail.telepac.pt)


De Anónimo a 2 de Dezembro de 2005 às 12:56
O sentir pode ser controlado, tu sabes! Eu sei que é fácil falar assim, quando o problema está nos outros. Mas, "não podes", de maneira nenhuma sentires-te à nora, despegada dos outros, porque isso só te levará a despegares-te de ti mesma. A vida é tão curta! Não a encurtes ainda mais! Com um bom impermeável, sai prá rua e deixa a chuva cair-te pelo corpo abaixo, levanta a cabeça e recebe na cara essa água que vem dos céus! Um banho quente, depois, recompõe-te imediatamente.
Hoje, convido-te a visitares a Aquarela no meu blog!
Amaral
(http://amaralnascimento.blogspot.com)
(mailto:amaralnascimento@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Dezembro de 2005 às 10:27
Não sei o que te diga relativamente a este e aos posts anteriores, onde nos mostras problemas teus nada fáceis de serem ultrapassados.
Não sou psicólogo nem psiquiatra. Sou engenheiro, profissão que normalmente induz uma frieza de raciocínio atroz para quem nos cerca. A minha mulher quexa-se disso, e vai dizendo, de vez em quando, que sou insensível. Tenho melhorardo porque já há muito tempo que sei do meu problema.
Com este paleio quero-te dizer apenas que o teu equilíbrio emocional depende muito dos outros, principalmente dos mais chegados. Acho, por isso, que os deves alertar para isso e exigir deles um comportamento adequado, de modo que te sintas acompanhada por eles. O do marido, por exemplo, é um requisito fundamental. Nas consultas deve estrar sempre presente porque, muitas vezes, a doença não está apenas no doente, mas também, e muitas vezes principalmente, em quem nos acompanha no dia a dia. Por vezes eles são a causa ou o combustível que alimenta a doença do doente.
As melhoras. Beijinhso.Nilson
(http://nimbypolis.blogspot.com)
(mailto:nimby33@hotmail.com)


De Anónimo a 1 de Dezembro de 2005 às 07:07
Este teu post só prova a minha teoria em relação a ti. A tua necessidade de dar é tão grande que atrais para ti seres que necessitam de receber. Mais uma vez apelo parã que te entendas e que te aceites como um ser criado para dar... não é assim tão mau afinal!É solitário por vezes, mas é grandioso e compensador por outro lado. Foi a missão que tu escolheste para esta vida... para a tua evolução espiritual. Pode parecer solitária mas não é tão solitária assim porque podes ver aqueles que passam na tua vida crescerem também graças a ti. OU será que ainda não notaste que cada pessoa que passa na tua vida cresce e melhora a sua vida? Tu és um ser de amor incondicional e um dia irás ser recompensada por isso. Continua a dar amor incondicional, não esperes que ele te seja devolvido, aceita cada dia como uma benção e aceita o teu destino... verás que de alguma forma serás compensada. Ou ainda não notaste que a felicidade que sentes é anormal, quando a sentes? Muitas pessoas levam uma vida inteira para sentirem um quarto da felicidade e das emoções que tu sentes quando as sentes... para o bem ou para o mal! Mas o que conta são as coisas boas, por isso guarda-as, porque tu as vives unicamente, como quase ninguém, (somos poucos os que conseguem ter essa sensibilidade) e as más... perdoa-as para que consigas atingir o patamar seguinte da tua maturidade. Quando saires de casa amanhã, experimenta ouvir o canto das cotovias, sentir um raio de sol na pele, ou uma gota de chuva, ou olhar um luar... são as unicas coisas que realmente te pertencem na vida... os frutos da natureza! Aquilo que ninguém te pode tirar porque nos pertence a todos... e o conforto virá! Tu és LINDA!!!! Luisa Abreu
(http://www.tatueblue.blogspot.com/)
(mailto:kimposssible@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 19:35
Primeiramente adorei a foto do teu bixnho....tão kido! Vejo k estás a passar por uma fase menos boa, é mesmo isso, menos boa!Vais ver k as coisas melhoram e nos voltas a deliciar com o teu sentido de humor!Assim espero...Bom feriado!Luar
(http://www.osmanos.blogs.sapo.pt)
(mailto:amor_amizade_1980@hotmail.com)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 19:31
...e na terça feira faz favor de estar mais bem disposta e sorridente :))))))))))))))))aflores
(http://omeublog2004.blogs.sapo.pt)
(mailto:albertoflores1957@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Novembro de 2005 às 18:53
Existe uma frase que adoro e que aqui deixo - "A história está mais cheia de fidelidade de cães que de amigos" - BOm feriado e bom fdsAragana
</a>
(mailto:aragana@sapo.pt)


Comentar post